OGIVA NUCLEAR

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

                                             MON NA LAMA
     Em qualquer sociedade que seja, a profissão no domínio de agricultura ocupa um lugar particular na luta contra a pobreza e contra a fome. Nenhum país saiu de sub-desenvolvimento sem apoiar nos camponeses.

Num país pobre como o nosso,  a agricultura, infrastructuras e transportes constituem a base de um desenvolvimento durável.

    É neste contexto,  e é legitimo que o Presidente José Mario Vaz (JOMAV) apostou na  (Mon Na Lama).  
Tendo em conta que o Chefe de Estado José Mario Vaz, tem ambição de desenvolver e aumentar a produção  agricula no sentido de garantir a autosuficiência alimentar.

A produção do arroz local será uma alavanca importante para estimular os produtores  nacionais no sentido de melhorar os rendimentos de arroz com finalidade de atingir ou de deminuir a auto suficiência alimentar.

Para além disso o Chefe da Nação guinenense considera Agricultura como sector dominante da economia na Guiné-Bissau.  A nossa terra tem um vasto potêncial agro-pastoral.

Agricultura domina a nossa economia com 69% do PIB.  
José Mario Vaz , quer valorizar plenamente agricultura no país. Só  na actividade agricola que podemos enaltecer a nossa economia, reduzir a pobreza e a fome que atinge a nossa populção.

Um alimento nao é e nem pode ser um produto banal. Essencial aos equilibrios biologicos, ele é também um elemento indissociavel das tradições culturais de um país.

   As autoridades guineenses devem reforçar os dispositivos de apoio ao sector agricola, apoiar a organização professional dos camponeses, garantir-lhes  uma cobertura social apropriada, melhor formar os homens e as mulheres, garantir a renovação dos agricultores.

É por isso que o desenvolvimento agricola é uma prioridade de prioridade do Presidente JOMAV.

   As estratégias de desenvolvimento agricola  so pode ser implementada com uma forte vontade politica no sector .

Todos os agricultores do nosso país devem beneficiar de uma ajuda para que eles possam participar como verdadeiro actores economicos e sociais com finalidade de assumir suas responsabilidades.

   Agricultura e pesca são  motores principais da nossa economia e criador de valor do crescimento economico local e do emprego.

Sem comentários:

Enviar um comentário